Indicação do blog

terça-feira, 14 de julho de 2015

O que um projeto de arquitetura precisa levar em consideração para minimizar os sintomas da alergia?

O inverno chegou e junto dele todos aqueles sintomas chatos de quem convive com a tal da alergia respiratória: nariz e garganta coçando, corrimento nasal, tosse seca e olhos lacrimejando são apenas alguns. Grande parte da responsabilidade para o bem-estar dentro de casa é do arquiteto, que possui mecanismos para desenvolver ambientes saudáveis. Se você planeja construir ou reformar, temos três dicas valiosas:

1.   Insolação e ventilação
Ambientes de convivência e permanência precisam de exposição ao sol. Os raios do sol são responsáveis por matar fungos e ácaros, já que eles gostam de lugares úmidos e escuros para se esconder. O mesmo podemos dizer sobre aberturas adequadas para ventilação, que devem possibilitar a ventilação cruzada (o ar entra por uma abertura e sai pela outra) renovando o ar do ambiente.

2.   Pisos
Optar por peças lisas e com junta seca é a melhor opção, já que facilita a limpeza e evita acumulo de pó nas ranhuras do desenho e na dilatação dos rejuntes. Junta seca com rejunte em resina evita que o rejunte descole depois de algum tempo, abrindo frestas entre as peças de cerâmica. Procure peças lisas e fáceis de limpar.

3.   Revestimentos
Na hora de pintar, procure as tintas acrílicas laváveis, elas diminuem o acúmulo de pó e não sofrem desgastes com o processo de limpeza.  As tintas também devem ser antimofo ou antibacteriana. Texturas em baixo e alto relevo são consideradas vilãs quando o assunto é acumulo de pó, o acabamento liso nas paredes internas ainda é a melhor opção.



Além do processo de construção é preciso tomar cuidado com a mobília. Peças de decoração, tapetes e cortinas costumam facilitar o acúmulo de pó. Escolha opções antialérgicas e sempre que possível retire as peças para limpeza. É papel da arquitetura criar residências salubres, converse com um profissional.

Nosso e-mail para contato: arquiteturavp@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário