Indicação do blog

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A culpa é sempre do arquiteto! Verdade ou mentira?


Ta aí uma coisa que os arquitetos sentem, que tudo no final sobra para ele. Se o material especificado está muito caro, se o pedreiro errou, se o projeto foi alterado e isso gerou um problema futuro, se a execução do acabamento ficou mal feita e assim vai, a lista é imensa.

Eu concordo que o arquiteto tenha total responsabilidade em controlar mão de obra, preços e execução de serviço. Desde que o mesmo tenha sido devidamente contratado para isso, e quando eu digo devidamente estou falando sim sobre valores.

Quando desenvolvemos um projeto, ele vai para obra devidamente detalhado e é obrigação daquele que vai executar um serviço, seja gesso, granito, madeira ou a própria alvenaria, saber ler o projeto. Não, o arquiteto não faz o projeto apenas para documentar, ele não tem obrigação de instruir a equipe de obra do que está descrito no projeto, em contratos sem esse tipo de exigência do cliente.

Quando alguém vai construir e decide que não quer preocupação nenhuma com equipes de pedreiro e nem mesmo com detalhes de acabamento é a hora de pensar em remunerar um profissional mensalmente para que o mesmo execute e controle de perto a sua obra.

A grande dificuldade do mercado atual é que, na maioria das vezes, os clientes decidem por economizar nessa etapa, e após encontrar alguns erros acabam decidindo que a culpa é do profissional que desenvolveu o projeto, afinal ele deveria ter olhado de perto se estava sendo executado tudo como está detalhado nas várias pranchas que foram pra obra.

Ao buscar valores menores, muitas vezes a pessoa não se atenta ao que está incluso no contrato. Conheço casos em que a pessoa assinou o contrato e nem mesmo lembra os serviços que foram pagos ou não.




Aquela velha frase que diz que o barato sai caro, faz muito sentido ao construir algo. Antes de fechar um contrato entenda exatamente o que estão te oferecendo e os serviços que você planeja receber do profissional. Transparência é uma das principais qualidades ao escolher um arquiteto, é importante que você possa discutir abertamente sobre valores e serviços ofertados.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Residencia em três pavimentos

Residência para jovem casal, dividida em três pavimentos.
Fachada frontal com forte presença e elementos lineares e simples, as janelas principais ficam protegidas por brises metálicos móveis

Ao fundos o vidro aparece com mais personalidade, a casa se abre para o pátio central e área de lazer.


Espaço de lareira ao ar livre, todo revestido em madeira para gerar o conforto necessário a uma noite com amigos