Indicação do blog

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Arquitetura X moda

Quando eu tinha 12 anos ria das fotos dos meus pais e tios com calça boca de sino, logo depois foi a vez do ódio ao salto quadrado,  passei os próximos anos julgando roupas e sapatos da geração anterior, hoje em dia julgo a mim mesma por peças que já usei. O mundo da moda é assim, vai e volta. Tenho certeza que daqui a 10 anos, nossos filhos terão a mesma reação ao olhar nossas fotos antigas.

A indústria da moda permite que essa variação seja constante, roupas não precisam durar muitos anos, aquele terno com ombreiras foram substituídos por outro com desenho mais discreto,  e por outro e pelo modelo Slim e agora pelo super slim. 


Na arquitetura tem um pouco disto, bem vemos pelos ladrilhos hidráulicos que voltaram com tudo ou pelas peças vazadas em estilo cobogó, que se você olhar bem vai vincular à antiga casa da sua avó. 






Tentamos imitar hoje materiais usados há anos atrás. Criamos materiais atuais que imitam outros tanto usados pelos nossos ancestrais. E temos tecnologia, criatividade e mercado para isso.

Madeira plástica

Porcelanato Portobello

Porcelanato imitando mármore

Mas existe uma característica inquietante na arquitetura que precisa ser colocada em destaque. Um prédio é construído para durar, ele não pode seguir cegamente modismos temporários. Uma casa construída no início da década de 90, provavelmente continua cumprindo seu papel ainda hoje (mesmo que tenha passado por algumas reformas), e durante sua vida útil assistiu seus moradores desfilando com distintas roupas de acordo com cada ano.  

Por essa razão, desde a volumetria da fachada até aos pequenos acabamentos, seguir modismos rápidos é uma escolha arriscada. Todo ano somos bombardeados com novas opções, novas cores, novos formatos. E você pode se apaixonar por determinado material e exigir que seu arquiteto o utilize, mas dentro dessa situação é preciso desenvolver um projeto completo onde materiais, formas e função funcionem em conjunto, respeitem os seus moradores e seus hábitos e resistam ao tempo. 

Esse resultado é possível, quantas casas você já não viu por aí, que apesar da idade continuam lindas e atuais? Você tem alguma assim? Manda pra gente, vamos fazer uma postagem aqui sobre elas.
arquiteturavp@gmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário